City Hunter (시티헌터)

149

City Hunter é uma história bem conhecida, pelo menos para a maioria, afinal a história do City Hunter já virou filme com o querido Jackie Chan, anime e dorama com o maravilhoso Lee Min-ho; todos foram baseados na série de mangá japonês de mesmo nome, escrito e ilustrado por Tsukasa Hojo, mas cada um carrega uma essência diferente. E para falar um pouco mais da história do City Hunter, farei a resenha do dorama, que assisti há algum tempo e que amei muito!

Tudo se inicia em 9 de outubro de 1983, quando dois homens, Lee Jin Pyo e Park Moo Yul, que trabalham para o governo sul coreano, são convocados para uma missão secreta. Park Moo Yul tinha acabado de se tornar pai e para cumprir a missão teria que deixar sua esposa e filho para segundo plano.

Os cinco políticos que estavam encarregados de mandar na missão, por um motivo que não sabemos no começo, mandam outros homens para matar os que estavam cumprindo a missão secreta; com “todos” mortos, os políticos fecham um acordo de só revelar esse segredo em 2020.

O único sobrevivente da tragédia é Lee Jin Pyo, após seu melhor amigo salvar a sua vida, Jin Pyo volta para a Coreia do Sul em busca de vingança pela morte de seus amigos e sem nem pensar direito ele rouba o filho de seu melhor amigo para criar como seu, na Tailândia.

Após muitos anos, vemos que o bebê que havia sido roubado por Jin Pyo está grande e forte, e apesar de Poo Chai não saber nada sobre seu passado, ele vive feliz com seu pai na Tailândia; tudo muda quando acontece uma tragédia com Jin Pyo, achando que não sobreviveria ele conta para Poo Chai sobre seu verdadeiro pai.

Jin Pyo se mostra determinado em ter uma vingança e para isso ele precisará da ajuda de seu filho adotivo; Poo Chai que logo descobre seu nome verdadeiro que é Lee Yoon Sung, promete ajudar seu pai na vingança que ele tanto deseja, para isso Yoon Sung vai estudar nos Estados Unidos e faz treinamentos com armas e lutas diversas.

Após sete anos estudando no MIT nos Estados Unidos, Yoon Sung retorna à Coreia do Sul para iniciar sua vingança; conseguindo um emprego na Casa Azul (é como se fosse Casa Branca da Coreia). Logo conhecemos a jovem Kim Na Na, agente que protege a filha do presidente na Casa Azul, apesar de parecer delicada e fofa, não se engane, pois à uma grande mulher escondida ali dentro e pronta para proteger o que for mais precioso para ela.
Quando Yoon Sung começa a vingança para seu pai, ele acaba seguindo um caminho diferente do que é proposto pelo mesmo, ele deixa de matar seus alvos e começa a entregá-los para a justiça, deixando assim seu pai furioso e passa a ser chamado de City Hunter pelo povo. Logo vemos um romance crescer entre Yoon Sung e Kim Na Na, mas por conta dos perigos que os cercam o amor deles pode nunca acontecer.
Se você está esperando uma história clichê de romance, pode parar de assistir esse drama! City Hunter é pura ação, tem cenas de lutas maravilhosas, sangue pra todo lado e uma pitada de comédia para quebrar o clima de ação; claro que temos seu pequeno romance, mas não é 100% focado nisso. Os atores são incríveis, a história é muito bem desenvolvida e o final é ótimo; se ainda não viu, digo que vale muito a pena ver!

 

Aproveita que está disponível para assistir gratuitamente no DramaFever: AQUI!
  • Temporadas: 1;
  • Episódios: 20;
  • Assista em: DramaFever;
  • Gênero: Thriller, Ação, Romance;
  • Idioma: Coreano;
  • Elenco: Lee Min-ho, Park Min-young, Lee Joon-hyuk, Kim Sang-joong, Kim Sang-ho, Hwang Sun-hee, Goo Ha-ra, Chun Ho-jin;

 

  • SINOPSE:

Lee Yoon Sung que passou parte de sua vida estudando nos Estados Unidos, retorna a Coreia do Sul, a fim de cumprir o plano de vingança arquitetado por seu pai adotivo Lee Jin Pyo. O mesmo é advertido para não confiar em ninguém e nunca se apaixonar para o plano ser bem executado, entretanto tudo muda quando Yoon Sung conhece Kim Na Na uma guarda costas a serviço da Casa Azul. Paralelamente a isso, a medida que Yoon-sung expõe a corrupção dos funcionários do governo, os cidadãos da Coreia sentem uma força de justiça invisível que permeia o “City Hunter”.

 

  • TRAILER:

 

 

Comentarios

comentarios